A HUG

QUEM SOMOS

Formada por um grupo de amigos preocupados com a preservação ambiental e o futuro da floresta amazônica, a HUGAmazonia reconhece e aposta no desejo e força de vontade do cidadão comum para salvaguardar esse bem que nos foi legado e que nos manterá vivos por muito tempo.

A HUGAmazonia possui um posicionamento absolutamente contrário ao desenvolvimento a qualquer custo. Com seu trabalho, busca reduzir o desmatamento ilegal por meio da fiscalização e manutenção da biodiversidade, em constante busca do equilíbrio sustentável entre o “desmatamento zero” e a exploração desenfreada.

A partir do paradoxo entre a Cultura e a Natureza, que surge com a grande necessidade de desenvolvimento, mas, ao mesmo tempo, a urgência em preservar os biomas do planeta, verificamos o surgimento do NOVO: uma nova maneira de agir, de encarar o desenvolvimento, de utilizar a criatividade humana e da obrigação de respeitar a Natureza, que nada mais é que respeitar a nós mesmos.


AMBIENTALISMO CONSCIENTE

A HUGAmazonia é a NOVA maneira de encarar um problema antigo – o desmatamento da Amazônia - causado por políticas públicas equivocadas , atuações desordenadas de ONGs, falta de educação socioambiental, falta de conhecimento, excesso de pobreza e miséria dos habitantes que a ocupam a região e das levas de migrantes de áreas secas e pobres do resto do Brasil que se dirigem a ela, desordenadamente, dia a dia. Esses fatores, causam uma situação preocupante em relação à manutenção da floresta como um importante polo de biodiversidade.

A HUG traz um novo conceito de preservação ambiental, baseado nos seguintes pilares:

  • Manter a floresta viva por meio de uma fiscalização remunerada e com responsabilidades explicitadas;
  • Preservar a floresta pelo seu valor, sendo a miséria o fator de maior risco ao meio ambiente;
  • Promover a identificação desta enorme biodiversidade, que nos surpreende diariamente. É preciso conhecê-la para melhor preserva-la.




Manter a FLORESTA VIVA é a melhor forma de cuidar da vida:


  • É um cuidado com o nosso futuro
  • Impede o avanço do aquecimento global
  • Garante o nosso amanhã
  • É reserva viva de CO2
  • Purifica o ar
  • Melhora a sua qualidade de vida

Ao redor delas há uma grande cadeia ambiental que será também protegida.



  • Animais
  • Povos da floresta
  • Outras árvores e plantas de menor porte
  • Toda biodiversidade

Roberto Pupo

Roberto Pupo

Sócio-Fundador

Natural de São Paulo, formado em administração de empresas e morando há 37 anos em Belém-PA, Roberto é apaixonado pela natureza. Além de empresário, é ambientalista e defensor da biodiversidade, pois acredita que a preservação deve ser alcançada por meio de medidas de desenvolvimento sustentáveis. Com a vasta experiência adquirida ao longo de sua carreira, é profundo conhecedor das complexidades, maravilhas e desafios da Amazônia. Seu objetivo é tornar a floresta um real bem de todos, onde cada indivíduo possa fazer sua parte de forma responsável e eficaz.

Roberto Pupo

Jéssica Dalmaso

Especialista em Direito Ambiental

Especialista em Direito Ambiental e Gestão Estratégica da Sustentabilidade (PUC-SP), encantada pela natureza encontrou na HUG a esperança em dar valor a árvore como indivíduo único e especial, cultivando a valorização econômica do serviço de preservação ambiental. Possui ainda certificação em Criatividade, inovação e empreendedorismo (Saint Paul), Environmental Issues at the United Nations, International Environmental Law (Pace University) e atuação na gestão e execução de contratos de concessão em Floresta Estadual (Flota) e Floresta Federal (Flona).

Roberto Pupo

José Ricardo

Sócio-Fundador

Economista formado pela Universidade da Amazônia, e natural de Belém com tradições de família portuguesa e ao longo de 35 anos adquiriu experiência no setor madeireiro, tornando-se especialista na Floresta Amazônica. Atuou também numa empresa de aproveitamento de resíduos de madeira (biomassa), que tem como premissa a substituição de combustíveis fosseis, para geração de energia limpa. Viu o manejo florestal sendo implantado na Amazônia e sempre defendeu que uma floresta viva é muito mais valiosa ambiental e economicamente.

Roberto Pupo

Gilberto Schmitt

Sócio-Fundador

Nascido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, frequentou a escola técnica de comércio e administração, N.S. do Rosário, administrada pela PUC-RS, onde graduou-se em 1975. Ingressou na escola de aviação do Rio Grande do Sul, e mais tarde na escola de aviação de Santo Ângelo, onde recebeu sua licença de piloto civil. Em 1980 veio para região amazônica, e se dedicou às questões ambientais. Nesses quase 40 anos dedicados ao setor florestal, além do Brasil, teve a oportunidade de trabalhar no Peru, Guiana, Suriname, Bolívia, Congo e Gabão.

Roberto Pupo

João Batista

Sócio-Fundador

Nascido em Porto Alegre, João Batista é médico formado em 1983, pela PUC do Rio Grande do Sul. Ligado aos temas da natureza desde a infância, seu interesse pelo meio ambiente e biodiversidade intensificou-se no início dos anos 80, quando participou do projeto Rondon, no estado do Amazonas. Na oportunidade, navegou pelo alto Solimões por trinta dias, percorrendo o trajeto entre Tocantins e Benjamin Constant em embarcação do campus avançado da PUC-RS com o projeto de vacinação da população local. A partir dessa iniciativa, passou a interessar-se profundamente pelas peculiaridades e desafios da Floresta Amazônica.

Roberto Pupo

Luiza Chedieck

Produção Audiovisual

Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Pará, com ênfase em estudos cinematográficos, tendo dado continuidade no ramo estudando na Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba, em curso intensivo de direção cinematográfica. Ativista nas causas que acredita, embarcou na viagem da HUG, viveu e registrou de perto, através de suas lentes, a grandiosidade da floresta amazônica.

Roberto Pupo

Sâmia Rique

Fotógrafa

Advogada especialista em direito civil e fotógrafa para projetos que acredita. Encontrou na HUG a oportunidade de experimentar uma vivência de sustentabilidade e cooperação no coração da Amazônia. Transita entre o mundo da lei e da arte para se manter sã.